Ata/2021-09-24

Grupo de Usuários Wiki Movimento Brasil
Ir para navegação Ir para pesquisar
Atas de reunião de grupo
  • Tipo de reunião: aberta
  • Data: 24 de setembro de 2021
  • Início: 19:00
  • Término: 20:30
  • Presentes: (21 pessoas) Andi Inácio, Alberto Leôncio, Célio Costa, Chico Venâncio, Éder Porto, Érica Azzellini, Felipe Lima, Geisa Santos, Giovanna Fontenelle, Hermógenes Teixeira Pinto Filho, João Marcelo Brasil, João Peschanski, João Ribeiro, Lucas Pianta, Paul Burley, Paulo Perneta, S. Bonetti, Tiago Lubiana, Valério Andrade e Willian Shiratori.
  • Mediador: Célio Costa Filho
  • Palestrantes: Andi Inácio & Chico Venancio

Registro de ata[editar]

Andi Inácio - Os desafios da autorrepresentação indígena na Wikipédia[editar]

  • Apresentação entre 19:10 e 19:35.
  • Andi é usuária ativa no projeto Mulheres a Vermelho. Pesquisa representações temporais de mulheres indígenas.
  • Lacunas de conhecimento na Wiki: Andi atua na intersecção entre etnia/culta - sexo/gênero, por uma perspectiva decolonial.
  • As representações das mulheres indígenas na história sempre foram demarcados pelo olhar dos colonizadores, em especial, homens. Representações por lentes de violência e sexualidade. Andi contrasta essas representações históricas com as representações contemporâneas que as mulheres indígenas fazem de si mesmas e do mundo. Destaca a representação política hoje: se já é difícil escrever sobre mulheres célebres, cujas fontes ainda são muito esparsas, o desafio é maior ainda para tratar da relevância de mulheres que permanecem anônimas.
  • Nas comunidades indígenas, o indivíduo se dilui na coletividade de seus ancestrais e de seus povos. Essas características somadas às tradições de conhecimento oral, dificultam a inserção de temáticas indígenas na Wikipédia.
  • Ciência lacunar: há um enfoque minoritário no tema; um viés midiático e até uma discriminação social que muitas vezes na Wikipédia se traduzem como “neutralidade”.
  • A historiografia de mulheres indígenas cresceu ao longo dos últimos anos. Entretanto, ainda há dificuldades para a validação das fontes para uso na Wikipédia em português.
  • Em geral, a mídia pauta notícias de violência sobre mulheres indígenas, o que prejudica a forma com a qual são retratadas. Por isso, há o surgimento de veículos alternativos, feitos pelos próprios povos indígenas, que muitas vezes ainda não são considerados legítimos pelas orientações editoriais da Wikipédia. Entram na enciclopédia apenas quando são citados por artigos acadêmicos, geralmente escritos por pessoas brancas.
  • Mais do que falta de fontes, o debate passa pela questão da notoriedade e da neutralidade da Wikipédia.
  • Saber situado: Donna Haraway
  • Cita Gayatri Chakravorty Spivak, uma crítica e teórica indiana, mais conhecida por seu artigo "Can the Subaltern Speak?" considerado um texto fundamental sobre o pós-colonialismo.
  • A meta deveria ser sobre a maior inclusão de conteúdos sobre comunidades indígenas brasileiras na Wikipédia
  • Portal Nativos do Brasil, como fonte possível, e maratonas de edição, como a organizada pelo História na Wiki. Há uma Wikipédia em guarany também, embora a solução não seja necessariamente criar Wikipédias em idiomas diferentes, mas aumentar a quantidade e a qualidade de verbetes na Wikipédia em português
  • Arctic Knot e sessão Rising the voices of indigenous communities from Latin America (Wikimania): abertura aos diferentes conhecimentos indígenas; perspectiva da colaboração, e não do salvacionismo; respeitar e salvaguardar as especificidades indígenas: é possível estabelecer critérios de notoriedade específicos para as questões indígenas?; pensar fora do que já existe nos projetos Wikimedia
  • Conclusão: existem fontes e elas são relevantes; é necessário pensar formas de incluir os conhecimentos e as próprias representações indígenas na Wikipédia de forma que não repercutam somente as representações coloniais e etnocêntricas sobre as comunidades indígenas; abertura epistemológica para compreender as fontes representacionais indígenas. A oralidade e a ancestralidade precisam ser consideradas em seus próprios termos nos projetos Wikimedia

Chico Venancio - Discussão sobre Universal Code of Conduct (UCoC)[editar]

  • Apresentação entre 19:37 e 19:55.
  • 20 anos de movimento Wikimedia, com tentativas de resolução de problemas de conduta em outros momentos; a prática é comum em outros grupos e projetos de desenvolvimento, mesmo em outras organizações mais amplas na sociedade, a implementação de códigos de conduta está se tornando cada vez mais comum
  • Existem regras comunitárias em cada projeto. Geralmente, há um comitê (“Arbcom”) e stewards, membros comunitários com poderes de resolução de conflitos, de ordem mais técnica, sem grande supervisão
  • Departamento de Trust & Safety da WMF e Friendly Space Policy, criados em 2017: estabelecem os pilares para atuação da WMF em situações de assédio e outros tipos de abuso dentro do movimento, em especial, eventos internacionais. O departamento de T&S ainda tem uma atuação incipiente, e Chico nota que por enquanto defendem mais os interesses da própria WMF do que da comunidade, embora tenham ampliado sua atuação nos últimos dois anos. É um departamento dentro do departamento jurídico da WMF, o que de certa forma direciona a sua ação.
  • Existem normas diferentes em diferentes fóruns e projetos: ou seja, afiliados e grupos têm a liberdade para criar suas próprias políticas para suas interações. Por isso, cria-se uma dificuldade no entendimento e na harmonização dos conflitos.
  • Há ainda uma dificuldade grande de ação para coibir os comportamentos de assédio, principalmente quando vão além de um fórum ou um projeto
  • A ideia de um código de conduta universal tira em certa medida a soberania de projetos; da mesma forma, impõe uma expectativa mínima sobre o tipo de comportamento na comunidade. É um processo lento e que será implementado gradualmente nas comunidades de todo o movimento Wikimedia. Da mesma forma como há muitos anos houve a diretriz de respeito aos direitos autorais, por exemplo
  • Há ainda uma questão de privacidade vs. transparência: quantas pessoas podem saber dos casos? O que será comunicado publicamente em casos de violações?
  • Há um comportamento esperado e um comportamento que é completamente inaceitável na comunidade. Em resumo, “não seja um idiota”. Esse texto do UCoC foi aprovado pelo Board da WMF em 2020. A atual discussão é sobre os mecanismos de aplicação do código de conduta.
  • Enforcement draft: há um rascunho em aberto de como o UCoC será aplicado. Há um processo de discussão em andamento (quase se encerrando), do qual os membros da comunidade podem participar. Próxima reunião: 15/10.
  • Sugestão de criação de arbcom compartilhados por projetos. A WMF entraria com a responsabilidade de apoiar profissionalmente um comitê comunitário universal (U4C Committee). Esse comitê poderia atuar como arbcom geral.
  • Movement charter (carta do movimento) poderá ter interação com esse comitê e com o UCoC

Discussão[editar]

  • João: Andi, não sei se entendi bem o que você quis dizer com Colaboração vs. Salvacionismo. Pode explicar melhor, por favor, quiçá trazer um exemplo
    • Colaboração como via de mão dupla, em uma hierarquia diferente de salvação. Nessa perspectiva, os povos indígenas se apropriariam das ferramentas wiki e teriam os seus conhecimentos respeitados nesse ambiente. O salvacionismo não prevê essa abertura e impõe uma visão de que as ferramentas por si seriam capazes de fazer isso sem que houvesse necessidade de mudanças.
    • Raising the voices of indigenous communities from Latin America through Wikimedia Projects
  • Paulo: menciona que a Wikipédia em guarani é muito editada por pessoas brancas que se interessam pelo idioma, não pelos próprios indígenas, o que por si só não soluciona a questão. Há uso de tradução automática, caso semelhante ocorreu com a Wikipédia Yorubá.
  • Célio: como trazer comunidades indígenas para a Wiki?
  • Andi concorda que o caso do Vídeo nas Aldeias, de Victor Carelli. http://videonasaldeias.org.br/
  • Darwin levanta a questão de que as wikipédias em línguas indígenas deveriam ser editadas apenas pelos falantes nativos, e não por estudiosos dessas línguas. Diz ainda que o caso da Wikipédia em Macua seria um bom exemplo de como conduzir isso. Os casos de Guarany e Iorubá seriam o oposto disso.
  • Geisa diz que a daqui de Salvador em iorubá foi feita pela comunidade de candomblé, coordenada pelo prof. Nelson Pretto e a ialorixá Mãe Stella de Oxóssi, mas não está online
  • Darwin faz logo em seguida uma questão sobre o Código de Conduta ao Chico. Diz que há um receio de que o Comitê não tenha o papel
  • Valério: em situações como essa reunião aberta: perguntar o nome de usuário dos participantes é irregular aos olhos do UCoC? É doxing? Há falta de clareza sobre a implementação do código em determinadas situações.