Recursos educacionais abertos/Manifesto por padrões abertos para uma Educação Aberta

Grupo de Usuários Wiki Movimento Brasil
Ir para navegação Ir para pesquisar
Gnome-system-file-manager.svg Página mantida por motivos históricos
Se quiser discutir sobre o assunto abordado aqui, é aconselhável fazê-lo na Ágora.
Nota: Esta página pode conter informações defasadas ou incorretas.
EdBox.png
Wikimedia Brasil Educação

Atividades

Compartilhe

Bookmark with Facebook Share on Digg.com Share on delicious Share on stumbleupon.com Share on Technorati Share on twitter.com Compartilhe com identi.ca

CAROL:

http://www.educadoresinovadores.com.br/

Conheça o Prêmio Microsoft Educadores Inovadores

O Prêmio Microsoft Educadores Inovadores está em sua quinta edição e reconhece os melhores projetos educacionais que fazem uso da tecnologia, desenvolvidos por educadores de escolas públicas (estaduais, municipais ou federais), Fundações, Secretarias Municipais e Estaduais de Ensino, Núcleos de Tecnologia Educacional (NTEs ou NRTEs) e Escolas Técnicas Públicas.

O objetivo é incentivar o desenvolvimento de ações de incorporação das tecnologias em atividades que proporcionem um melhor desempenho da comunidade escolar.

Dessa forma, a premiação propicia a criação de referências importantes e experiências que favorecem a transformação da escola em um espaço de aprendizagem contínua – para educadores, educandos e comunidade de seu entorno -, bem como a valorização de suas lideranças e o reconhecimento da importância de seu papel para a criação de uma cultura de uso de tecnologias nos ambientes educacionais.


SERGIO:

Sem querer ser chato, mas já sendo, os vencederos deste prêmio devem dar os direitos autorais, de modo não exclusivo, de seus projetos para a Microsoft:

"OS PARTICIPANTES, NO MOMENTO DE SUA INSCRIÇÃO, CONCORDAM EM TRANSFERIR DE MODO NÃO EXCLUSIVO, A TÍTULO NÃO ONEROSO E UNIVERSAL E PARA USO MUNDIAL - NA FORMA DO ART. 49 DA LEI FEDERAL Nº 9.610/98 - OS DIREITOS DE AUTOR SOBRE O CONTEÚDO DOS PROJETOS INSCRITOS, PODENDO A PROMOTORA LIVREMENTE UTILIZÁ-LO PARA TODA E QUALQUER FINALIDADE LEGALMENTE PERMITIDA."


E, óbvio, o projeto tem que usar produtos Microsoft:

Que a prática utilize tecnologia Microsoft, podendo estar aliada a outras (obrigatório);

http://www.educadoresinovadores.com.br/regulamento.asp

Sem querer fazer "flame war"... mas como a educação pode ser inovadora com tecnologias proprietárias?

JORGE:

Pois é. Acho que infelizmente a Microsoft ainda não entrou no clima openlearning. Eu presenciei na Escola Lumiar, onde meu filho estudava, esta parceria com a MS. Na verdade o que fizeram foi proibir qualquer software aberto e intervir com uma série de processos e ao cabo ficou patente que eles faziam um laboratório para desenvolvimento de softwares educacionais proprietários... Isso ajudou a desarticular a escola, pois a palavra de ordem passou a ser a do puro marketing, "educação do futuro", "um computador para cada criança", "lousa digital"... Muitas pessoas saíram da escola, que tinha uma proposta de educação democrática, e fundaram o Instituto Politeia, que certamente deve ter algum representante que ouve ou participa desta lista (http://politeia.org.br). (OBS POSTERIOR DO JORGE: O melhor seria contatar com a Helena Singer ou Carol Sumie, mas temo que as pessoas se ressintam de falar de uma experiência passada traumática, que possa gerar ainda uma interpretação contra a Microsoft. A questão não é essa, não é mesmo? Ao meu ver software proprietário e educação aberta (e democrática) não são compatíveis.

Sugiro uma embaixada mais ampla junto ao pessoal da Politeia (repito, há alguém na lista ligada ao grupo?). Vou escrever para a Carol Sumie e Helena Singer.)

DAISY: A Microsoft nunca quis desenvolver nada dentro do conceito de aberto. Os softwares da Microsoft na área de educação e mesmo de "redes sociais" são sempre pensando em ambientes fechados, em proteção, segurança e bloqueio acima de tudo. É uma pena saber que a LUMIAR se enroscou com eles.



Rascunho


Introdução[editar]

Há uns 3 anos, uma grande empresa de Software e Tecnologia, promove uma premiação em busca de "Educadores e/ou práticas educativas Inovadores". A despeito de toda ação em busca de melhorias na educação ser sempre lovável e necessária não podemos deixar de fazer algumas considerações que julgamos pertinentes sobre premissas que julgamos necessárias para uma proposta de educação inovadora.

Porque tecnologias proprietárias impedem a inovação em Educação[editar]

Porque Prêmios que exigem uso de tecnologia XYZ, devem ser vistas com ressalvas[editar]

Conclusões[editar]