Usuário:Nevinho/Estudo de caso 1

Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil
Ir para navegação Ir para pesquisar

Caso 1:

Uma das virtudes secundárias da concessão de bolsas para participação de voluntários nas conferências anuais da WMF (Wikimania) é fidelizar editores experientes e novatos. Um editor experiente organizou, por acasião do 10º aniversário da Wikipédia, duas palestras no Brasil : a primeira, em uma grande Corporação para o Head of Business da WMF (atendida por centenas de potenciais voluntários e pela média gerência da referida Corporação) e a segunda, numa OSCIP ligada à difusão do conhecimento, proferida por pessoa competente do WMF Global Team (atendida por dezenas de potenciais colaboradores). Além disso, acompanhou os representantes da WMF em reuniões ministeriais e em eventos informais.

Posteriormente, fizeram pedido de bolsa diversos editores novatos e alguns voluntários editores exprientes com alguma contribuição Offline. No processo seletivo, bolsas foram concedidas a editores novatos e o editor experiente, com aqueles serviços prestados foi preterido.

O Brazil National Director tem bastante influência na definição dos voluntários brasileiros que recebem a bolsa para participar da Wikimania.

Qual a sua opinião? Qual a seria sua posição nesse caso e como justificaria tal posição?

Primeiramente, é interessante definirmos algumas premissas para a análise deste estudo. A premissa básica com a qual deve-se trabalhar é que a participação na Wikimania não pode ser vista como uma espécie de prêmio, nem correlacioná-la a uma forma de reconhecimento ou não pelo trabalho de determinado colaborador. Sempre haverão muito menos recursos para financiar participações na Wikimania do que haverão editores dedicados interessados em participar, então é óbvio que diversos destes colaboradores, por mais ativos e engajados que sejam, acabarão ficando de fora.
A premissa dada no estudo de caso – de que o evento serve como forma de fidelizar editores novatos e experientes – pode ser conciliada com esta acima se pensarmos que existe na verdade uma responsabilidade para o editor que participa da Wikimania. Uma responsabilidade, por que o editor que participa o faz não somente as custas da não participação de outro editor, mas também por que espera-se que ele participe ativamente das discussões da Wikimania e se engaje ainda mais com a comunidade tanto internacional quanto nacional para o desenvolvimento da enciclopédia. A participação na Wikimania deve envolver um compromisso sério e visar, além da fidelização, a promoção de projetos que a comunidade e a WMF desejam expandir, incentivar e/ou promover.
Nesta linha, uma alternativa seria negociar com a WMF que a escolha de alguns dos participantes brasileiros seja feito pelo escritório no Brasil em parceria com a comunidade. Postas as premissas e a ideia de seleção nacional, a maneira ideal para selecionar os participantes deveria envolver um processo transparente com grande participação da comunidade. Os candidatos a participar fariam propostas explicando como a sua participação auxiliaria na promoção de objetivos da comunidade e da WMF e a partir daí poderia-se tentar buscar um consenso. O Fórum Internacional do Software Livre estabeleceu um processo de seleção de palestrantes bastante participativo e que me parece que poderia servir de inspiração.
No melhor espírito de promover a diversidade dos participantes e, ao mesmo tempo, permitir uma flexibilidade para enfocar projetos que a WMF queira incentivar, creio que algumas vagas poderiam ser reservadas para categorias específicas de editores, que poderiam variar de ano para ano. Assim, por exemplo, em um ano poder-se-ia garantir algumas vagas para editores engajados no projeto de educação, em outro, editores engajados em campanhas de marketing e divulgação e assim por diante. Esta é a minha opinião sobre como o processo poderia ser feito no Brasil.
Quanto ao caso específico, dadas as premissas mencionadas acima, creio que a decisão da Wikimedia se justifica na medida em que o que é avaliado atualmente para a concessão de bolsas para a Wikimania é a proposta apresentada de palestra ou de atividade a ser desenvolvida. Ela não funciona como uma retribuição pelas atividades passadas desenvolvidas pelo editor. Por outro lado, pode haver casos em que ainda que a proposta apresentada pelo colaborador não seja das mais interessantes, as iniciativas nas quais ele(a) tenha se engajado recentemente mereçam atenção e incentivo para continuar e a participação na Wikimania vá ajudar nisso. Nesta hipótese, a discricionariedade para atribuição de pouquíssimas vagas pelo escritório local pode ser útil. É inegável que sempre haverão insatisfações na comunidade, pois não são todos que poderão participar, mas ao passar a mensagem correta sobre o significado da participação, bem como tentar promover a transparência do processo pode auxiliar a diminuir essas tensões.
Creio que esta seria a minha abordagem inicial quanto a esta questão. O que lhe parece, Nevio? --Candidato gluon 02h52min de 18 de janeiro de 2012 (UTC)
Muito complicado e difícil avaliar no escuro, fora de contexto. A impressão que dá é que isso ocorreu e não quero aqui julgar atos passados de outrem em contextos desconhecido. A questão está clara, mas outros elementos do caso não estão, como por exemplo: o editor experiente que organizou os eventos já havia ganhado bolsa em anos anteriores? Quais eram os objetivos prioritários da Wikimania naquele ano? Quais foram os critérios utilizados? Com as informações que me foram dadas, diria o seguinte: o principal é estabelecer critérios a priori. Como vínhamos debatendo na página da tarefa tarefa, a respeito de motivações, estímulos, reconhecimento etc., não se pode criar uma cultura de "um doce" para cada iniciativa bacana que se toma. Deve-se presumir que principalmente o editor experiente, comprometido com a missão da Wikimedia, não está realizando coisas objetivando um retorno imediato ou pessoal. Por outro lado, se um editor se manifesta uma liderança articulada, capaz de incentivar a entrada de novos colabores, integrá-lo ao maior e mais estratégico evento da comunidade parece ser inteligente - e não apenas uma "recompensa". Então depende bastante do contexto e dos elementos que levantei acima. Eu diria que o mais importante é estabelecer os critérios para isso. Mas ele não precisa definir ou eleger os contemplados com o apoio.
Para tornar um pouco mais concreta a resposta, o diretor poderia de antemão compartilhar com a comunidade quantas bolsas serão concedidas, qual a pauta do evento, e ajudar a organizar a missão e os objetivos da comunidade brasileira (ou da comunidade PT) no encontro. Poderia também, junto com a comunidade, estabelecer os critérios para a escolha. E a comunidade pode eleger os contemplados. Com a construção de um processo legítimo e transparente, caberia ao diretor ratificar e apoiar a seleção feita pela comunidade, sugerindo à WMF que acate a escolha. (afinal, como é feito sem diretor de WMF? A comunidade se auto organiza, não?)--Candidato fóton 03h12min de 18 de janeiro de 2012 (UTC)
Caros, levei a discussão para a página da tarefa. Sugiro continuarem lá. --Everton137 03h36min de 18 de janeiro de 2012 (UTC)