Futuro da Wikimedia no Brasil/Comentários

Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil
Ir para navegação Ir para pesquisar

Esta página deve reunir comentários a cerca do encontro ocorrido em 31 de setembro de 2014 - Futuro da Wikimedia no Brasil.

Índice

Dianakc[editar]

Este foi o primeiro encontro que participei e adorei conhecer e falar com outros voluntários. Sabia de antemão que seria sobre aspectos da comunidade que ainda não compreendo, mesmo assim, achei o encontro muito interessante por expor questões que parecem ser vistas por seus membros como sendo particulares - legitimidade, representatividade, autoridade, autonomia, rejeição etc - mas que são comuns a outras comunidades originalmente virtuais. A variação se dá em como essas questões são tratadas, o modo que seus membros interagem e como as responsabilidades são assumidas o que parece ser bastante desafiador nesta comunidade. Obrigada a todos, espero que nos encontremos outras vezes!

Por ora, estas são minhas observações, (por favor, devem ser consideradas como vindas de alguém com participação relativamente recente e apenas na comunidade online):

  • Não gostei: flashbacks e/ou críticas à situações passadas, subjetividade/discussões utópicas demais às vezes
  • Gostei: conhecer pessoalmente os voluntarios, a variedade de pessoas/pontos de vista/interpretação, exposição de exemplos de outras comunidades, a tradução e a transcrição disponíveis
  • Comentário: O encontro reuniu membros de projetos e participações variados o que eu penso satisfazer o critério de representatividade e legitimidade. Existe realmente uma comunidade online e outra offline mas que precisam se conhecer melhor, a comunidade online pode ter seus critérios de legitimidade que talvez desconsiderem a outra metade, mas acredito que isso se deve a falta de comunicação sobre a existência de membros com atividades offline, um conceito equivocado de que os lados são concorrentes ou de que só deve existir um tipo de participação. Ambas as comunidades parecem valorizar os membros que possuem "histórico de participação positiva online", talvez porque parte de alguma legitimidade está em conhecer os aspectos da comunidade virtual que existe antes da comunidade offline e também nível de participação voluntária desinteressada.
A comunidade (ambas online e offline) parece ter grande dificuldade em comunicar ações, interna e externamente e entre seus membros (talvez dificultada pela plataforma em si...). Ao que parece, essa falta de comunicação também cria uma separação entre os lados. As "duas comunidades" parecem se desconhecer em alguns pontos então há rejeição e críticas mútuas. Observo que há dificuldade em entrar/manter conteúdo criado por ações offline aos projetos sem que estes sofram com as regras e workflow esotéricos, assim os proponentes das ações offline pensam ser mais produtivo recriar ou ignorar essas regras/workflow. Não parece haver, de fato, o intuito de transgredir ou questionar regras, mas há queixas quanto a experiência do usuário. Há um conceito enraizado de que a comunidade virtual/veterana é muito resistente a mudanças e adaptações, tem critérios inalcansáveis para dar credibilidade a outros membros e que por isso as ações, mudanças e as participações se tornam difíceis. Eu li comentários interessantes sobre ser necessário ou que deve existir uma forma de identificar e assim proteger contribuições de participantes para uma recepção melhor/diferente da comunidade virtual, enquanto outro comentário sugere que há soluções para problemas que não deveriam existir.
Entendo que o projeto pode ajudar indivíduos em ações curtas sem a necessidade de uma representação legal formada, porém a questão de precisar de uma representação legal não é uma visão ou necessidade pessoal, o fato é que as instituições brasileiras dificilmente dialogam com indivíduos por uma questão de burocracia local que requer identificação de responsáveis, até mesmo por uma questão de segurança para se permitir o acesso.
Houve um comentário tratando as ações dos membros que atuam offline, como se faz em um ambiente corporativo onde se precisa mostrar resultados concretos de imediato, isso não funciona em uma comunidade de voluntários, as abordagens devem ser outras. O ambiente corporativo pode ser muito produtivo, quando é flexível, há criatividade e humanidade em seus métodos e não apenas cobranças. O participante parece desconhecer que a produtividade da ações offline dependem da interação com a comunidade virtual que é bastante heterogênea e que possui critérios muito próprios e às vezes subjetivos, que a aceitação e portanto validação do que é feito depende dessas questões e que todos estão agindo de forma voluntária/sem ganho financeiro algum. Sei que há atividades e grande interesse em desenvolvê-las, apenas falta documentação como foi relatado por um membro, isso precisa ser aprendido e feito, só leva algum tempo.
Sobre o que disse na minha apresentação de que "o projeto Wikipédia é mais interessante que os outros por ter mais conflitos", complemento que o interessante e único é o fato de muitas pessoas diferentes, com opiniões e ideias diferentes tentarem se entender para produzir, se há conflitos é porque há opiniões, interpretações variadas e reflexão, não apenas o seguir de regras condicionantes. Talvez os membros daquele projeto e de outros se sintam incomodados com a existência de conflitos mas é tempo de aprender a ter pensamento crítico para lidar com eles.


Futuro da Wikimedia no Brasil30 e 31 de outubro de 2014 — ver local
Todos os eventos