Encontro Wikimedia Ibero-Americano/2012

Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil
Ir para: navegação, pesquisa
Encontro Wikimedia Ibero-Americano
Logo Iberoconf Santiago 2012.svg
Edição 2
Tema Wikimedianos
Abrangência iberoamericano
Grandeza L (até 50 pessoas)
Data 1/6/2012 e 3/6/2012
Local
Santiago, Chile
Envolvimento Integrantes‎
Tipo Conferência
Participantes 2
Meta

Em 2012, os voluntários da Wikimedia Chile organizaram o segundo encontro Wikimedia iberoamericano, reunindo grupos de trabalho (capítulos e futuros capítulos) de países da América do Sul, América Central, América do Norte e Europa. O evento ocorreu na cidade de Santiago, entre os dias 1 e 3 de junho de 2012.

Participantes[editar]

Pauta[editar]

  • Estado dos capítulos
  • Estrutura do Iberocoop
  • Comunicação interna e externa
  • Educação
  • Recursos
  • Línguas indígenas
  • GLAM
  • Wiki Loves Monuments

Relatório[editar]

Dia 0[editar]

Eu e Castelo nos encontramos em São Paulo e tomamos o mesmo voo. Chegamos, como previsto, quase uma hora da tarde em Santiago. Lá nos encontramos com o Juan David, que nos levou até o local onde estavam os outros que já haviam chegado. Fizemos um curto tour pelo centro de Santiago, andamos muito, até a hora do jantar, no qual encontramos os últimos a chegar, dentre eles, a Oona, que teve seu voo cancelado, mas conseguiu chegar a salvo, apesar de um pouco atrasada, em relação ao programado.

Dia 1[editar]

Apresentação da Wikimedia Brasil no Iberoconf

Durante toda a manhã do primeiro dia do encontro, os grupos tiveram um espaço curto para apresentar a sua situação atual ("estado dos capítulos") e algumas de suas principais atividades, que seriam discutidas em mais detalhes ao longo do evento. A apresentação começou pelos anfitriões e depois seguiu por ordem alfabética, com uma inversão pedida pelos bolivianos, e por isso os brasileiros foram o terceiro grupo a se apresentar, após chilenos e argentinos. Em nossa apresentação, falamos do processo de elaboração do estatuto, da reabertura do processo de reconhecimento junto ao ChapCom e da previsão de lançamento da associação durante encontro nacional em setembro de 2012. Entre nossas atividades, realizadas desde 2008, destacamos o programa acadêmico (e sua repercussão na imprensa), a participação em eventos de grande porte, como a Campus Party, além dos encontros da comunidade e das visitas de membros da equipe da WMF. Por fim, apresentamos Oona Castro como diretora do futuro escritório da WMF no Brasil, e esclarecemos os diferentes papéis do escritório e do capítulo, bem como o processo de constituição dessas duas estruturas.

Os demais grupos trouxeram atividades muito interessantes, e chamou nossa atenção a similaridade dos nossos projetos (incluindo os que não estavam em nossa apresentação) com aqueles realizados pela Wikimedia México.

À tarde, houve uma inversão no programa e discutimos um pouco da estrutura do Iberocoop. Ao longo da discussão, levantamos questões como a abertura da lista de discussões e da wiki, e o uso a ser dado a cada uma. Também surgiu uma proposta de formalização do Iberocoop como organização parceira, dentro dos novos modelos de relacionamento da WMF. Este tema foi retomado no último dia do evento.

Dia 2[editar]

Depois das apresentações do primeiro dia, as discussões tomaram lugar em uma sala de aula da universidade, com os participantes dispostos em círculo e com acesso à internet.

Os voluntários da Wikimedia Mexico apresentaram sua experiência com o uso de mídias sociais para a comunicação externa e interna, divulgando suas atividades, encontros e informações de interesse do grupo. Várias sugestões interessantes foram apresentadas, no modelo de "melhores práticas" e muitas delas poderiam ser replicadas com facilidade pelos demais grupos, inclusive pela Wikimedia Brasil.

A Wikimedia España trouxe uma apresentação sobre sua experiência com o Wiki Loves Monument, fornecendo análises de dificuldades e resultados do concurso. As 18 mil imagens recebidas e a estrutura colocada rapidamente em condições de atender a todos os participantes chamaram a atenção. Portugal também compartilhou informações similares. O concurso é federativo, e parte da estrutura necessária é disponibilizada aos interessados, e vários grupos presentes estarão participando da edição 2012. Alguns destes grupos ainda não estão constituídos como capítulos (Colômbia) e havia inclusive uma voluntária do Panamá que organizará o concurso naquele país, sem ter um capítulo em formação no país.

Também teve lugar uma discussão sobre os programas educacionais de cada capítulo, com contribuições das experiências dos grupos italiano, mexicano, venezuelano e brasileiro. Pareceu que o trabalho desenvolvido aqui no Brasil é o mais bem consolidado para universidades (a Itália tem trabalhos no ensino básico), de modo que apresentamos a eles algumas formas de permitir uma boa convivência entre os estudantes e a comunidade, seja pela utilização de predefinições que indiquem as páginas e os usuários vinculados ao projeto, além da importância de se utilizar páginas de testes como local de edições, antes de realizar a migração para o domínio principal. Os outros capítulos relataram alguns problemas já sofridos por estudantes e professores na tentativa de editar a Wikipédia e gostaram do método adotado na lusófona, por isso repassamos a eles os links para as predefinições e para as páginas de estruturação dos cursos na wiki.

Encontro com membros do ChapCom.

Vários grupos trabalham com línguas indígenas e compartilharam suas experiências, em contatos com organizações indígenas ou acadêmicas (de proteção da língua indígena). Uma das dificuldades apresentadas foi o acesso regular à internet em comunidades indígenas e uma possível solução proposta foi o uso de um editor offline. Sugerimos avaliar o uso do editor Wiki2Go, usado como premiação pela Wikimedia Portugal em concurso recente. Neste tópico, acreditamos que os demais grupos estão mais avançados do que o brasileiro, até pelo nosso potencial (230 povos indígenas, 180 línguas, etc.). Temos muito o que aprender com eles. Destacam-se as experiências do Chile (mapudungun), Argentina (guarani), México (nahuatl/totonaco) e Venezuela (waiuunaki).

Entre os participantes do evento, havia três membros do Comitê de Capítulos (dois com direito a voto), que afirmaram não ter recebido a proposta de estatuto da Wikimedia Brasil. À noite, antes do jantar, houve um encontro entre os dois voluntários brasileiros e os membros do ChapCom, para discussão de alguns pontos da proposta. Alguns esclarecimentos na própria conversa foram suficientes, enquanto outros requerem ajustes no texto. Mas nenhuma alteração significativa foi requerida, e em termos gerais a proposta para o funcionamento geral da associação está alinhada com os demais grupos. Precisamos enviar outra mensagem com o documento atualizado para que o Comitê possa apreciar e tomar sua decisão (pela aprovação ou não da Wikimedia Brasil como capítulo).

Dia 3[editar]

O terceiro dia de discussões tomou lugar no escritório da Wikimedia Chile, na sala de um apartamento convertido para escritório em uma área residencial de Santiago.

Em continuação à discussão sobre a estrutura interna do Iberocoop iniciada no primeiro dia, o grupo decidiu pela abertura da lista de discussão e da wiki, mantendo discussões fechadas apenas quando necessário, como para projetos em que houver a necessidade de trâmite de informações confidenciais (ex. EducaRed). Argumentamos que a frequência com que este tipo de discussão ocorre na prática não justifica o fechamento de todas as demais discussões menos sensíveis. Também foi combinada a necessidade de tornar mais claras as regras para a tomada de decisões do Iberocoop (como o local de realização das próximas conferências), e a possibilidade de restringir votos a um por capítulo, e de restringir um namespace na wiki a uma quantidade fixa de voluntários definidos por cada grupo. Definimos que será utilizada a wiki para documentar estas regras e decisões. A proposta de criação de uma organização formal foi recusada, uma vez que houve consenso de que a estrutura informal atual tem sido bastante eficiente em promover o intercâmbio de experiências, que é o objetivo maior do Iberocoop.